top of page
  • Foto do escritorPortal Entre Elas

Promessas de final de ano: 8 dicas para começar bem 2023



Quem nunca fez promessas de final de ano? Em 2023 vou emagrecer, maneirar na bebida, vou fazer academia. Esses são alguns dos compromissos que, possivelmente, serão feitos na noite do Réveillon e relembrados por amigos ou por um tio, principalmente quando não forem cumpridos.

Segundo a psiquiatra Giuliana Cividanes, para alcançar tais metas é fundamental buscar aquelas que mais se ajustem ao estilo de vida de cada um como, por exemplo, deixar a roupa da academia ao lado da cama, caso a promessa seja a de se exercitar logo cedo. Assim, as chances de desistir diminuem já que basta levantar da cama, se vestir e sair de casa.


O caminho pode ser o objetivo

Uma outra dica da especialista é focar os esforços no caminho e não somente no objetivo. Assim, alcançar a meta será mais fácil pois a cada etapa vencida, a conquista estará mais próxima.


“Todo compromisso exige ajustes, correção de rota e obstáculos não previstos. Por isso, fracionar as metas em etapas ajudará na conquista”, orienta.


Outra dica é estabelecer objetivos específicos e realistas e não se concentrar em apenas um deles, além de prestar atenção em todo o processo para reduzir as chances de frustrações.


Se não aproveitar o caminho, a motivação diminuirá e as chances de desistir aumentarão. Uma dica é revisar periodicamente os objetivos. Assim, o que pode ser difícil de realizar no dia a dia vira um hábito. Mas, se estiver animado e quiser acelerar o processo, o segredo é estabelecer um período para se dedicar de cabeça. Exemplo: frequentar a academia três vezes por semana durante 100 dias. Ao final do período, as chances do compromisso se tornar um hábito aumentarão.

Visualizar os objetivos ajuda a definir metas

Outra sugestão da psiquiatra é criar um quadro para visualizar as metas prometidas para o próximo ano. Quanto mais rico em imagens e frases, melhor as chances de alcançar os resultados.

“É uma outra maneira de registrar a informação. Visualmente, o cérebro capta os dados e os absorve no inconsciente e, alinhado às ações, se transformam em verdade” explica Cividanes.

Também é interessante planejar a longo prazo considerando cada ano como uma etapa de um projeto maior. Assim, a sensação de frustração ao final de 12 meses é reduzida. Se considerar mudanças importantes ao longo da vida, pensando em 10 anos por exemplo, as metas anuais não funcionarão mais como ponto de chegada, mas, sim, como parte de uma visão de longo prazo mais fáceis de serem alcançadas.

Uma última dica da especialista é compartilhar as promessas com um amigo ou familiar para que, de tempos em tempos, possam conversar sobre os compromissos almejados e para avaliarem juntos se as metas estão sendo possíveis de serem atingidas.


“As promessas não precisam ser um peso. Por isso, devem ser compartilhadas e, se necessário, refeitas. Afinal, realizar sonhos faz parte da vida e para alcançá-los é necessário partir para a ação e até mesmo mudar de rota quando quisermos” finaliza.

8 dicas para planejar 2023

1. Buscar metas que mais se ajustem ao seu estilo de vida 2. Focar esforços no caminho para alcançar seus objetivos 3. Estabelecer objetivos específicos e realistas 4. Revisar os objetivos periodicamente 5. Definir um período para se dedicar com exclusividade a um objetivo por vez 6. Criar um quadro para visualizar os objetivos. Quanto mais criativo melhor 7. Planejar a longo prazo e não só pensar em um período de um ano 8. Compartilhar as promessas com um amigo ou familiar para reavaliá-las de tempos em tempos



Por Dra. Giuliana Cividanes @giulianacividanes



0 comentário

Comments


bottom of page