top of page
  • Foto do escritorPortal Entre Elas

Olhar além das fraquezas

Por Lizandra Souza



Houve uma reunião em uma marcenaria, onde as ferramentas se juntaram para acertar suas diferenças. O martelo estava exercendo a presidência, mas os participantes o notificaram que teria que renunciar. A causa? Fazia barulho demais e além disso passava o tempo todo golpeando.


O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas voltas para conseguir algo. Diante do ataque o parafuso concordou, mas por sua vez pediu a expulsão da lixa. Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos.


A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o metro, que sempre media os outros segundo a sua medida, como se fosse o único perfeito. Nesse momento entrou o marceneiro, juntou todos e iniciou o seu trabalho.


Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente, a rústica madeira se converteu em um fino móvel. Quando a marcenaria ficou novamente sem ninguém, a assembleia recomeçou a discussão. Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:


- Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o marceneiro trabalha com nossas qualidades, ressaltando nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos pontos fracos e concentremo-nos em nossos pontos fortes.


Então a assembleia entendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limpar e afinar asperezas e o metro era preciso e exato. Então se sentiram como uma equipe capaz de produzir belos móveis da mais alta qualidade e uma grande alegria tomou conta de todos pela oportunidade de trabalhar juntos. (Autor Desconhecido)

Cada um de nós possui dons e talentos peculiares e muito especiais que só nós temos e que não podem e nem devem ficar escondidos por nossas fraquezas.


E por incrível que pareça, é muito fácil olhar os defeitos dos outros e julgar, para tal não é necessária nenhuma habilidade especial, qualquer um pode fazê-lo. Agora, quando você consegue olhar o outro além das suas fraquezas, enxergando o que há de melhor nele, usando lentes de amor, compaixão e bondade, exercitando a verdadeira empatia, aí sim, você está pronto para se olhar e se aceitar com os seus próprios defeitos.


Afinal, também temos nossos pontos fracos, limitações, chatices, imperfeições, não poderíamos ser bons em tudo. Porém, o segredo está em valorizarmos nossos pontos fortes e utilizá-los na sua máxima potência, para fazer o que sabemos cada vez melhor.


E como descobrir esses pontos fortes? Dentro do coaching trabalhamos diversas ferramentas que nos permitem saber o que você faz de melhor para sentir-se pleno, sendo tudo aquilo que você nasceu para ser. Essa descoberta traz uma incrível libertação, pois muitas vezes as pessoas passam boa parte da vida fazendo o que não lhes dá prazer e satisfação, sentindo uma infinita frustração.


Todos nós nascemos para realizar algo nessa vida e viver esse propósito é necessário para estarmos alinhados com a missão de contribuir para um planeta que está em evolução e que precisa de cada um de nós vivendo felizes e satisfeitos para que isso ocorra.


Muito importante é entender que os outros também estão à procura de seu propósito e assim como você, possuem pontos fracos que talvez não te agradem, mas também possuem pontos fortes a serem observados.


Minha dica de hoje para você é: seja mais tolerante com o seu próximo evitando olhar apenas para os seus “defeitos” que na verdade são apenas suas características. Saiba que qualquer um é capaz de julgar e apontar erros com grande facilidade, esquecendo-se que também os possui. Ao invés disso, procure olhar para suas qualidades, ver o belo e o bom no outro, nisso sim está a verdadeira sabedoria e dessa forma você vai perceber que poderá encontrar também o seu sentido maior.



0 comentário

Comments


bottom of page