top of page
  • Foto do escritorPortal Entre Elas

A Felicidade é uma Escolha

Por Lizandra Souza



Passei algum tempo longe de vocês impossibilitada de escrever devido à problemas de saúde. E esse tempo foi muito importante, ele me fez refletir sobre como vivemos nossa vida sem estarmos presentes para muitas coisas.


Digo isso, porque muitas vezes não nos atentamos ao nosso estado de bênção justamente quando o estamos vivenciando. Chamo de “estado de bênção” quando tudo está indo tão bem que não percebemos, vou dar alguns exemplos: quando você tem saúde para trabalhar, tem amigos pra compartilhar, quando os filhos estão saudáveis brincando, quando tem trabalho para executar, clientes para atender, quando você pode ir à academia, caminhar, comer, ir ao cinema, fazer coisas com independência e liberdade, poder fazer o que quiser, ouvir uma música, tomar um café com uma amiga, entre tantas outras coisas.


Quando a vida está fluindo bem, a gente não percebe quantos e quantos motivos temos para agradecer e ainda por cima nos sentimos no direito de reclamar. Afinal, quem reclama nunca tem mesmo motivos nem tempo para agradecer.

Isso acontece porque não estamos presentes para o que estamos vivenciando nesse exato momento. A simples oportunidade de acordar de uma noite de descanso sobre uma cama confortável, com saúde para fazer a vida acontecer ou tomar um banho quente já são bons motivos para agradecer mil vezes, e temos essas coisas todos os dias e não percebemos a bênção que elas são. Porém quando não há o sono, a cama, a saúde ou o banho, aí então percebemos a importância dessas coisas cotidianas e diárias das quais usufruímos todos os dias mas não estamos atentos para considerá-las importantes e verdadeiros motivos de gratidão.


Não agradecemos muitas vezes por não conseguirmos valorizar as ações mais rotineiras e simples.


Einstein tem uma reflexão muito interessante que diz: “Só há duas maneiras de viver a vida, a primeira é vivê-la como se os milagres não existissem. A segunda é vivê-la como se tudo fosse milagre”.


Eu quero acreditar que a vida é um milagre e somos protagonistas dessa vida milagrosa onde podemos escolher cada passo, viver, amar, aprender, brincar, sorrir, perdoar, agradecer e com isso sentir a vida fluir com alegria, paz e tranquilidade. Ou você pode acreditar que não há milagres, não há razões para a felicidade, escolhendo ser vítima das circunstâncias, reclamando de tudo, julgando o outro com a sua vida boa, achando que a vida é injusta com você e viver apegado ao passado ou talvez ansioso com o futuro incerto, sempre triste, sem prestar atenção no aqui e agora, sem perceber o presente que a vida te dá todos os dias pelo simples fato de poder respirar, levantar a cabeça e mudar o seu destino com cada uma de suas escolhas diárias.


E para manter essa conexão com o presente, sugiro o exercício de procurar pelo menos 6 motivos de gratidão ao acordar e ao deitar-se.

Além da GRATIDÃO, já tão falada, outra dica é a prática da MEDITAÇÃO onde é possível silenciar a mente e estar presente à sua respiração, aos sons, aos cheiros e aos movimentos que nos cercam, treinando a mente para a atenção focada, o que aumenta a habilidade de concentração, criatividade, equilíbrio e felicidade. Tire um tempo do seu dia para esse exercício tão benéfico.


Então é isso, você já tem tudo o que precisa, escolha ser feliz, escolha ser a diferença que quer ver no mundo, escolha ser grato, até pelos desafios que você tem vivido pois eles são os parâmetros que você precisa para tomar atitudes melhores amanhã.






0 comentário

Commenti


bottom of page