top of page
  • Foto do escritorPortal Entre Elas

9 dicas para desfilar pés bonitos e saudáveis na estação das sandálias

Verão é a época de dar uma mudada no look, utilizando roupas e calçados mais leves; porém, para exibir pés perfeitos nessa estação, você deve cuidar dele durante o ano todo


Verão, tempo de guardar os calçados fechados e calçar sandálias. Mas, para exibir pés impecáveis na estação do calor, é necessário cuidar deles o ano todo para evitar pés ásperos, secos e calejados. Por isso a Dra. Kédima Nassif, dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, traz algumas dicas para que você possa desfilar de sandálias sem medo durante a estação.

Lave corretamente seus pés todos os dias: "Lave-os diariamente com água morna e com sabão neutro e suave, secando-os bem após a lavagem. As buchas, escovas ou esponjas devem ser completamente enxaguadas e secas logo após o uso e trocadas periodicamente, no máximo a cada mês, para evitar que também se tornem focos de contaminação microbiana.”

Esfolie: “A esfoliação remove as células mortas e aumenta o efeito dos hidratantes, fazendo os ativos penetrarem melhor na pele. Para os calcanhares, a recomendação é esfoliar no máximo uma vez por semana, sem exagerar na força. Da mesma forma, não é recomendado lixar os pés, pois esse hábito pode provocar rachaduras e facilitar a entrada de microrganismos.”

Cuide da hidratação: "As solas dos pés, assim como as palmas das mãos, são áreas do corpo naturalmente ressecadas devido ao atrito que sofrem com frequência no dia a dia. “Recomendo o uso diário de cremes à base de ureia, glicerina e manteiga de karitê, que oferecem um alto poder de hidratação”, sugere a dermatologista.

Previna-se contra as micoses: "A temperatura e a umidade dos pés favorecem o aparecimento das micoses. Segundo a Dra. Kédima, é necessário tomar algumas medidas de prevenção: “Utilize chinelos ao frequentar ambientes de uso coletivo que estejam constantemente úmidos, como chuveiros e lava-pés de piscina e praia, saunas e vestiários. Além disso, tenha seu próprio kit de pedicure ou certifique-se de que o profissional utiliza apenas materiais descartáveis (lixas e palitos) e instrumentos de metal devidamente esterilizados. Sempre seque bem os pés. Se necessário, após o banho, utilize o secador de cabelo para garantir que os espaços entre os dedos ficaram completamente livres da umidade.”

Evite os maus odores: "A bromidrose, popular “chulé”, surge quando os microrganismos se alimentam do suor e liberam subprodutos com odor desagradável. “Ao tomar banho, esfregue bem os pés com sabonete e bucha vegetal para remover todo o suor, resíduos e microrganismos. Em seguida, seque-os muito bem ao sair do chuveiro, principalmente nos espaços entre os dedos. Evite também usar o mesmo calçado dois dias seguidos, pois o abafamento favorece a proliferação dos microrganismos. A recomendação é deixar o calçado “respirar” em um local ventilado antes de utilizá-lo novamente. Se necessário, aplique talcos ou desodorantes específicos para os pés”, recomenda a dermatologista.

Não remova as cutículas: “Assim como acontece nas mãos, as cutículas funcionam como uma barreira que impede a entrada de microrganismos pelas unhas dos pés. Portanto, elas não devem ser removidas completamente.”

Corte as unhas da forma correta: "Recomenda-se cortar as unhas dos pés a cada 15 dias em média, evitando que elas cresçam demais a ponto de acumular resíduos ou que fiquem muito curtas e apresentem mais risco de encravar. “Para facilitar esse processo, corte as unhas logo depois do banho, quando os tecidos estão mais amolecidos. Procure manter as unhas em formato quadrado e não remova os cantinhos, pois esse hábito facilita que elas encravem”, diz.

Proteja os pés das temperaturas extremas: “Assim como utilizamos meias para proteger do frio, não devemos caminhar descalços por superfícies muito quentes, como a areia da praia, por exemplo. Além disso, não se esqueça dos pés na hora de aplicar o protetor solar a fim de evitar queimaduras.”

Alterne os modelos de calçado: Por mais que você adore determinado modelo, é importante fazer um revezamento para evitar que os mesmos pontos sejam sobrecarregados pelo atrito. “Sapatos de bico fino, por exemplo, tendem a apertar os cantinhos das unhas, podendo fazer com que elas encravem. Por isso, ao usar esse modelo em um dia, opte por um sapato de bico quadrado no outro e assim por diante”, finaliza a Dra. Kédima Nassif.

DRA. KÉDIMA NASSIF: Dermatologista e Tricologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da Associação Brasileira de Restauração Capilar. Graduada em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui Residência Médica em Dermatologia também pela UFMG; realizou complementação em Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal, transplante capilar pela FMABC e em Cosmiatria e Laser pela FMABC. Além disso, atuou como voluntária no ensino de Tricologia no Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo. www.kedimanassif.com.br


0 comentário

Comments


bottom of page